Promover e dinamizar a cultura empreendedora entre os mais jovens é um desafio a que a rede politécnica tem respondido com eficácia, como o comprovam os excelentes resultados do projeto PIN/Poliempreende.

Um dos segredos para essa eficácia é a atitude de constante inquietação e vontade de melhorar que é partilhada pelos professores e mentores que acompanham e orientam os estudantes ao longo dos processos de desenvolvimento dos seus projetos empresariais.

Foi para levar mais longe essa capacidade de liderança que os elementos dos politécnicos que integram a rede PIN participaram nas ações de teambuilding e coaching realizadas em Bragança durante a Semana de Empreendedorismo.

Enquanto os empreendedores participavam num workshop técnico para aprofundar os aspectos ligados ao financiamento dos seus projetos, os professores, coordenadores e mentores trabalharam para melhorar as suas próprias competências individuais e coletivas e para fortalecer as relações e o trabalho em rede. Um esforço que irá contribuir para tornar este sistema de apoio a empreendedores ainda mais eficaz e abrangente.

TEAMING UP

Em ambiente outdoor, a atividade de team building pretendeu trabalhar os aspetos mais ligados ao espírito de equipa, comunicação, partilha de informação, conhecimento e coesão entre os membros da rede PIN.

Nesta tarde de sol e boa disposição, o empenho dos participantes em superar as dificuldades suscitadas pelos diferentes exercícios foi notória. Cumprindo os objetivos da ação, as atividades mostraram na prática como o planeamento, a comunicação e a partilha podem ajudar a aproveitar melhor os esforços individuais, a fortalecer a tomada de decisões coletivas e a obter melhores resultados.

No final, todos reconheceram que é importante fazer um esforço continuado para mudar os hábitos e atitudes que ameaçam a comunicação eficaz e a partilha de experiências num espaço disperso por diferentes núcleos geográficos.

COACHING PARA RESULTADOS

A sessão de coaching focou-se no treino de comportamentos e atitudes de quem dirige. Os participantes puderam refletir sobre as formas de dinamizar as necessárias relações de confiança entre líderes e liderados e experimentar os diferentes caminhos da liderança que permitem melhorar pessoas e equipas, mantendo a capacidade de produzir resultados eficazes. Nos exercícios ficou também demonstrada a forma como os compromissos estabelecidos no seio das equipas podem ajudar a torná-las mais fortes e a criar as condições para a emergência de novos líderes.

Na opinião dos participantes, o balanço não podia ser mais positivo: um programa motivador, com uma metodologia adequada, que abordou questões fundamentais na vida das organizações e nos processos de mentoria e cumpriu os objetivos propostos.

No final da Semana de Empreendedorismo não restavam dúvidas de que este tipo de ações de aprendizagem vivencial e reflexão são uma aposta segura para fortalecer as competências de liderança de todos os que na rede politécnica se dedicam a estimular a cultura e as atitudes empreendedoras.